Início » Blog » Marketing de Conteúdo: um caminho para atrair seu público

Marketing de Conteúdo: um caminho para atrair seu público

Como usar o Marketing de Conteúdo para aumentar o alcance da sua marca

Outro dia, estava lendo um texto do Antônio Prata sobre atravessar a Dutra de carro ser muito mais perigoso do que remar do continente africano para o Brasil. Isso me fez pensar nos caminhos que um pequeno empresário percorre para ter um mínimo de chances de pescar algum peixe nesse vasto oceano que é a Internet  (o termo correto é eupresário, mas precisamos usar uma linguagem menos técnica aqui).

Os gurus não facilitam, “faça isso, faça aquilo” e mal temos tempo para refletir. Muitas vezes, quando estou conferindo a caixa de entrada dos meus emails, me sinto como uma consumidora que chegou no fim da feira (a famosa xepa), os feirantes gritando “é guerra!”, eu querendo encontrar bananas, mas saindo com todos os legumes da horta comprados pela bagatela de um real… exceto as bananas, esquecidas entre uma enxurrada de anúncios.

Hoje em dia tudo é copy, publi e, como se o prazer momentâneo de comprar não fosse motivo suficiente para o consumismo, isso agora é “recebidos pagos”. Às vezes, fica até difícil acompanhar tantas mudanças… “você é copyright?”. É difícil, é confuso, eu sei. Não basta usar uma palavra estrangeira, ainda escolheram termos foneticamente semelhantes. “Co-py-wri-ter, com ‘escrita’ no final”, como se todo mundo falasse inglês nesse país.

Para ser sincera, gosto de dizer que sou redatora. Só que, teve um dia que contei isso para um amigo, e ele me respondeu: “Legal! Trabalha em qual jornal?”. É preciso tomar cuidado! Eu sei que a gente tende a olhar o mundo pela nossa lente, mas a nossa realidade não é um espelho do Universo. Depois, acrescentei um “publicitária” na frente. Aí, certa vez, me pediram para explicar a diferença de um anúncio publicitário e de um Google Ads… eu só sabia explicar o segundo.

Acho que é por isso que surgem tantos termos, é a necessidade de explicar algo que é quase isso, mas é diferente.

Por isso, preparei um texto inteirinho para falar sobre a estrada do Marketing e como o Marketing de Conteúdo pode ser o atalho que você precisa para aumentar seu alcance… Coloque o cinto e venha comigo!

O caminho mais conhecido: Marketing tradicional

Foto de uma estrada vista do céu
Foto: Lukas Rodriguez – editada

Vamos começar do começo. Existe o Marketing tradicional, aquele em que as pessoas fazem anúncios na televisão e em outros meios de comunicação de massa. Uma diferença importante entre ele e o Digital é o público, ou seja, para quem são esses anúncios. Quando a empresa paga para ter um comercial no intervalo da novela, ela sabe que vai atingir muitas pessoas. O que ela não sabe é se esse montão de gente está interessada.

Digamos que você esteja assistindo à novela hoje e veja um comercial de cerveja. Você bebe cerveja? Eu conheço muita gente que não compra bebida alcoólica. 

Minha sogra, por exemplo, é uma noveleira de primeira! Não perde um episódio (nem das reprises). Quando assistimos juntas, ela faz um resumo de todos os episódios anteriores para eu poder acompanhar a trama. E aí, na hora do intervalo, passa aquele comercial “redondo”. Eu consumo esse tipo de produto, mas ela não. 

Agora, vamos sair um pouquinho da sala da minha sogra, como é aí na sua casa? As pessoas que costumam assistir televisão juntas têm os mesmos gostos? Provavelmente não… imagina isso multiplicado para milhares de casas?!

Nesse caso, para atingir o maior número de clientes possíveis, é preciso fazer um investimento alto. A boa notícia é que, segundo o relatório Profit Ability da Ebiquity com GainTheory, o retorno é quase certo:

“A TV rende os maiores lucros porque sua escala e popularidade possibilitam a esse canal de mídia gerar um bom retorno sobre altos volumes de investimento” e “no curto prazo, a tv é responsável por 62% de todos os lucros gerados pela publicidade”.

Esse marketing é como a estrada principal. Ele até é bom, mas tem tanto pedágio que se torna inviável para algumas pessoas. Aí, o jeito é buscar um:

Caminho alternativo: o Marketing Digital

Essa estrada aqui já está virando via principal. Não gosto de generalizar, mas ele é meio obrigatório para quem quer se posicionar no mercado (pode ser loja, prestador de serviços, influenciadora, tudo!). Sabe aquela ponte no caminho? A próxima é só daqui a… uma boa distância!

Uma estrada deserta com árvores ao longo do caminho
Foto: Craig Adderley – editada

Primeiro, porque o Marketing Digital é a publicidade feita na Internet e, hoje em dia, as pessoas passam cada vez mais tempo no ambiente virtual. Nesse sentido, uma pesquisa do IBGE demonstrou que 82,7% dos lares brasileiros têm acesso à internet. Além disso, o Facebook (dono do Instagram e do WhatsApp) e o Tik Tok são os aplicativos mais baixados no mundo. 

Segundo, porque é uma forma muito mais barata de divulgar seu produto, serviço ou a sua pessoa. Quanto mais barato? Pode ser de graça!

Pois é! Dá para começar com um computador, internet e muito trabalho duro! É claro que sem um investimento, o retorno demora muito mais. Afinal, a estrada é uma só, mas tem gente que vai de bike, alguns vão de carro e tem uns caras de V8. Então, é você quem decide qual será o seu meio de locomoção. 

A vantagem é que você não precisa gritar pro mundo inteiro, dá pra falar com um público definido. Lembra da sala da minha sogra?

Com o Mkt Digital, você consegue anunciar para mim (que gosto do produto) e não precisa gastar mostrando sua marca para ela. Isso se chama segmentação.

Além disso, na estrada do Marketing Digital existem muitas alternativas. Fique tranquilo se você precisar parar no caminho para reabastecer ou, inclusive, pedir uma carona. Isso acontece com muita gente. Há quem invista pesado em uma boa estratégia de tráfego pago com anúncios segmentados no Google Ads e Facebook Ads. Tem gente que prefere gastar com um bom gerenciamento das redes sociais focando em engajar com o público-alvo.

Um ponto a considerar é que, apesar do acesso à Internet estar aumentando no país, a maior parcela dos acessos são feitos pelo celular, são 167 milhões de SmartPhones! Sabe onde eles passam grande parte do tempo? Nas redes sociais! Se você não pode integrar um bom site, com anúncios pagos e redes sociais ativas, escolha uma plataforma para investir seu tempo e engajar com o público. 

Como fazer isso? Criando conteúdo relevante!

Marketing de conteúdo: é quase isso, mas é diferente

Você percorreu um longo caminho até aqui, já entendeu a base do Marketing e como ele se encaixa no ambiente digital. Existem, ainda, outros caminhos que não vamos citar neste artigo. O que nos interessa é o Conteúdo!

Essa estratégia não é nova, a receita atrás da lata de leite condensado já era informação para que as pessoas consumissem o produto (o que é a base dessa estratégia). A grande diferença é que, agora, as pessoas não ficam esperando, elas vão atrás do conteúdo. A Internet é revolucionária, ela permite que você faça uma busca e descubra qual a distância entre o Oiapoque e o Chuí! 

Você + a Internet = todo o conhecimento do mundo.

Assim, por que não entregar a informação que as pessoas estão buscando? Com o Marketing de Conteúdo, você pode:

  •  alcançar mais pessoas, 
  • criar autoridade para a sua marca, 
  • educar o mercado a respeito do produto ou serviço que você oferece e
  •  diminuir os custos com publicidade.

Na verdade, são tantos canais disponíveis, que você só precisa descobrir qual é o mais utilizado pelo seu público. Eles preferem algo de consumo fácil: produza imagens, áudios e vídeos. Se as plataformas de vídeo estão em alta, o que falar dos podcasts? Inclusive, dá para reutilizar um mesmo conteúdo e divulgá-lo em diferentes formatos.

Por exemplo, eu escolhi o blog. O que eu precisei para escrever este texto? Muito conhecimento, meu tempo, um computador e internet. Eu não gastei em impulsionamento ou produção gráfica. Você está tendo uma experiência ativa ao ler este artigo e está se informando sobre algo. No entanto, algumas pessoas viram este post e ficaram com preguiça de ler, mas elas não são o meu público.

Por que um blog?

Porque, assim, não dependo de outras plataformas. Imagina se o Instagram deixa de existir? Sim, tenho um perfil ativo lá, uso muito o LinkedIn, mas se tudo isso acabar, meu site continua existindo: “Eu sou a dona do pedaço!” E como fazer com que as pessoas visitem meu “pedaço”? Produzindo conteúdo de qualidade no blog! (Aqui tem um artigo para quem quer começar um blog)

Um barco solitário no meio do oceano
Foto: Johannes Plenio – editada

Percebe como o Marketing de Conteúdo é Marketing, mas é diferente? Seu objetivo é ajudar e informar as pessoas, é ser encontrado no vasto oceano da Internet porque responde a dúvidas do usuário. Ele funciona como uma isca, você deixa lá e o peixe vem até você. É claro que a qualidade do material, a frequência das postagens e o relacionamento que você cria são fundamentais para que sua estratégia seja bem sucedida!

Mas isso tudo é assunto para um próximo artigo. O importante aqui era te mostrar como usar o conteúdo para atrair seu público. A resposta? Criando um material relevante e informativo! 

Nessa longa estrada que é o Marketing, existem muitos caminhos e meios de transporte. O importante é você pegar a sua mochilinha e dar o primeiro passo. Afinal, a Internet não é mais o futuro, ela é o agora. Se você não consegue ir sozinho, peça carona; redatores, agências de publicidade, social media e um montão de conteúdo gratuito estão aí para isso.

Obrigada por ler!

Espero que isso faça sentido para você. Se fizer, coloque seu email ali no espaço e assine o blog 🙂

Prefere compartilhar com os amigos? Fique à vontade!

Aqui eu falo um pouco sobre A produção de conteúdo além do nicho, acho que você vai gostar.

Lori Sato

Redatora, escritora viajante, canceriana (por isso o sentimentalismo) e good vibes. Adoro um textão (ler e escrever). ~ A vida é sobre estar, testar e (claro) textar.