Início » Blog » Como usar a produção de conteúdo para criar um relacionamento com o público

Como usar a produção de conteúdo para criar um relacionamento com o público

No meu último artigo, falei sobre como o Marketing de Conteúdo pode aumentar o alcance da sua marca (se não leu, clique aqui). Mas será que basta postar um conteúdo f*** para conseguir atingir os resultados esperados?

Então, digamos que você trabalhe em uma peixaria. Aí, um dia, você pensa: vou mandar na sacola dos clientes um texto genial, com informações apuradas e uma receita prática de polvo. Só que seus clientes, quase sempre, compram sardinha. Provavelmente, aquela receita delícia que você mandou vai parar no lixo. Polvo à vinagrete é uma delícia, mas só pode ser feito com polvo. Por isso, lembre-se: o conteúdo não é sobre você.

Peguei pesado? Não é nada pessoal, tenho certeza de que você (e essa receita aí) é incrível. Só quero chamar a sua atenção para um detalhezinho (nada básico) que muita gente deixa passar: conteúdo é sobre quem lê. Não fui muito clara? Então leia até o final para entender como usar a produção de conteúdo para criar relacionamentos duradouros e fidelizar o cliente.

Me dá um olá, me manda um oi

O Ultraje a rigor já deu a letra, a gente precisa manter contato (nem que seja um memezinho) para manter a amizade. Se não, o tempo passa, num domingo de manhã você vai mais cedo à padaria e… quem está na fila? Aquele ex-colega de trabalho ou o antigo parceiro de balada antes da quarentena… como era mesmo o nome dele? (é o que vai ocupar sua cabeça e fazer você errar na hora do pedido).

É por isso que a publicidade é importante. Ou você realmente acha que as grandes marcas investem pesado em marketing à toa? Elas fazem isso para dizer “oi, eu tô por aqui, hein?!”. Além de se apresentarem para possíveis novos clientes, o marketing tem um papel importantíssimo na construção e manutenção do relacionamento.

Se é relacionamento, não é sobre você

E também não pode ser sobre o seu produto ou você vai se tornar o cara chato do rolê. Relacionamentos são baseados na confiança e reciprocidade. O cliente tem algo que você quer, o que você tem a oferecer?

O Spotify é um caso incrível de fidelização por meio da produção de conteúdo. Depois de 15 anos do lançamento dessa plataforma, muitas outras surgiram. Na verdade, o Prime, a Apple e o Youtube são ainda mais completos, oferecem música e vídeo. Então, como é que o Spotify segue liderando o mercado de música?

A resposta é simples: fidelização! A plataforma não é uma ferramenta para ouvir música, ela oferece uma experiência. Segundo a empresa “escutar muda tudo”. Sua comunicação fala sobre a mensagem, o poder do engajamento e o senso de comunidade criado através dos gostos musicais. Ou seja, a marca fala sobre o usuário.

Como o Spotify mantém seu relacionamento

O centro de tudo o que a marca faz é o usuário:

Promocional do Spotify
Promocional Spotify
Promocional Spotify

“Descubra a história… o que é mais escutado… o que a galera está curtindo…” É assim que o Spotify promove seu produto. Dificilmente ele explica o que é a ferramenta, quanto custa ou fala sobre os diferentes planos que oferece. Afinal, isso não é o mais importante, ele está focado no cliente.

Seu conteúdo fala sobre o dia a dia do público, curiosidades e novidades que ele possa se interessar. Suas ações personalizadas compilam os dados do usuário (para contar para quantas vezes ele ouviu tal banda) e são compartilhadas por milhares de pessoas nas redes sociais. Não é sobre a marca, é sobre o público.

Resumindo, o conteúdo não é sobre você, o assunto que te interessa ou o que torna a sua marca tão melhor do que as outras. A produção de conteúdo é sobre como você é percebido pelo seu público, sobre a experiência que ele pode ter e a incrível transformação que pode adquirir.

Ao invés de mandar uma receita de polvo em todas as compras da sua peixaria, experimente enviar uma que o cliente possa usar com o produto que ele acabou de comprar. Não fale sobre como o seu produto é bom, mas sobre como ele pode ter uma vida mais saudável comendo frutos do mar. E, se ainda assim você insistir no polvo… experimente preparar a receita e deixar que seus clientes façam uma degustação (ah, e me chama).

Obrigada por ler!

Espero que isso faça sentido para você 🙂

Se precisar de uma ajuda para se comunicar melhor, fale comigo!

Antes que você vá embora, deixe seu email aqui e receba conteúdos novos em primeira mão!

Prefere compartilhar? Valeu!

Lori Sato

Redatora, escritora viajante, canceriana (por isso o sentimentalismo) e good vibes. Adoro um textão (ler e escrever). ~ A vida é sobre estar, testar e (claro) textar.